Os 10 melhores jogos de cartas para jogar sozinho

Jogos de cartas

Os jogos de cartas são uma excelente forma de entretenimento para quem quer passar um serão divertido na companhia de amigos e/ou familiares, mas também para quem gosta de jogar sozinho. Conheça os 10 melhores jogos de cartas para jogar sozinho e aproveite ao máximo os seus tempos livres.

1. Relógio

O jogo do relógio é um jogo de paciência onde os jogadores procuram encontrar todas as cartas para cada posição dos ponteiros do relógio. A numeração das cartas corresponde às horas que os relógios marcam, isto é, o ás equivale à uma hora, o dois às duas e assim sucessivamente até à rainha que vale 12, o que corresponde às 12 horas. Ganha quem conseguir completar o jogo sem ter revelado os quatro reis.

Trata-se de um jogo de cartas muito interessante e divertido, pois apresenta muitas dificuldades na colocação das cartas nos respetivos lugares.

2. Klondike

Para jogar o Klondike, é necessário que as cartas estejam dispostas da forma seguinte:

  • 7 colunas de cartas em fila. Na primeira coluna, deve colocar uma carta (com a imagem virada para cima), na segunda coluna duas cartas (com a última voltada para cima) e assim sucessivamente até à sétima coluna de sete cartas
  • As cartas restantes devem formar uma pilha (wastepile) de cartas suplementares
  • À medida que o jogador tira as cartas da pilha, deve formar, em ordem crescente, do ás ao rei, os quatro naipes do baralho
  • Os quatro naipes devem ser colocados numa casa específica, conhecida como fundação

Trata-se, sem dúvida, de um jogo extraordinário para todos os que gostam de desafios e de jogos de estratégia.

3. Pirâmide

Este jogo é conhecido desta maneira, pois tem o formato de uma pirâmide. O objetivo principal do game passa por remover as cartas à medida que estas apresentem a soma de 13 pontos. O ás vale um ponto e as outras cartas valem o valor que apresentam, à exceção do valete que vale 11 e da rainha que vale 12. O rei pode ser removido de forma isolada, pois tem o valor de 13 pontos.

As cartas devem ser colocadas da seguinte forma: uma carta com a face voltada; em cima desta devem ser colocadas duas outras cartas com as imagens viradas para cima e assim sucessivamente até terem sido colocadas sete cartas com as faces voltadas para cima, perfazendo um total de 28 cartas descobertas. As restantes devem ser colocadas numa pilha e usadas sempre que o jogador não conseguir realizar nenhuma combinação.

4. Duquesa

A duquesa, à semelhança dos jogos para jogar com lápis e papel, é um dos games mais divertidos para jogar sozinho. As cartas são colocadas na mesa sob a forma de pirâmide invertida, isto é, sete cartas na primeira fila, seis na segunda e assim sucessivamente até só ficarem duas cartas voltadas para cima. As cartas restantes são as de reserva e só são usadas quando o jogador não consegue realizar nenhuma combinação.

O objetivo do jogo passa por retirar todas as cartas da pirâmide e levá-las para a base de cada naipe, ou seja, para o local onde as cartas devem estar reunidas, em ordem crescente do dois até ao ás.

5. Monte Carlos

Este game joga-se com as 52 cartas de um baralho. Estas, por sua vez, estão dispostas em forma de losango, com cinco fileiras de cinco cartas, perfazendo um total de 25 cartas. As restantes ficam como reserva e são colocadas à medida que as outras são retiradas. O objetivo do jogo passa por tirar todas as cartas e formar pares do mesmo valor.

O jogo termina quando não sobrar nenhuma carta na mesa. Trata-se de um jogo excecional que requer muita atenção, mas, ao mesmo tempo, proporciona muitas horas de diversão.

6. Cruz

Neste jogo, as cartas estão dispostas em forma de cruz. Colocam-se três cartas na horizontal e na terceira aplicam-se outras duas (uma de cada lado). Uma sexta carta é colocada no canto superior para formar a primeira das quatro fundações que o jogo tem. Depois, com as cartas restantes do mesmo valor inserem-se as outras fundações a preencher.

À medida que vai encontrando as cartas, vai formando as fundações. O objetivo do jogo é levar todas as cartas para as fundações. Trata-se de um jogo que nunca apetece parar de jogar.

7. Jogo do Avô

O jogo do avô é um game tradicional para se jogar sozinho. Para o jogar, é necessário colocar sete cartas no início das fileiras (dado que estas vão ser as bases) e ir virando as cartas restantes de modo a formar colunas com as cartas de ás a rei do mesmo naipe.

Este game é a prova viva de que os jogos clássicos nunca saem de moda, uma vez que são sempre opções de diversão válidas e atuais.

8. Porta-Jóias

O Porta-Jóias é um jogo extraordinário de estratégia que deve ser jogado com dois baralhos de 52 cartas. O objetivo principal do game passa por ordenar as cartas por naipes, do ás ao rei em oito pilhas distintas. Inicialmente, devem colocar-se 13 cartas abertas que representam um porta-jóias e uma pilha de 13 cartas no seu interior que representam as jóias que estão nele contidas.

À medida que se forem realizando combinações, as cartas que constituem o porta-jóias são substituídas por aquelas que se encontram no seu interior. O jogo prossegue até que sejam abertas as 13 cartas do monte das jóias e se completem as oito pilhas ordenadas por naipes dos ases aos reis.

9. Rainhas em cativeiro

Este game é jogado com as 52 cartas de um baralho. As rainhas ou damas têm um papel de decoração, uma vez que estão sempre em cativeiro. Contudo, as cartas restantes devem ser empilhadas à medida que vão saindo. As cartas 5 e 6 são as que constituem as bases, sendo que as de 5 recebem cartas inferiores, ao passo que as de 6 recebem cartas superiores. No final, ganha a rainha/dama que conseguir escapar do cativeiro. Trata-se de um ótimo jogo para passar o tempo, pois requer muita atenção e esforço no cumprimento das regras e na formação de sequências.

10. Vermelho e preto

Para jogar o vermelho e preto, é preciso colocar as cartas da esquerda para a direita e deixar a última carta com a face virada para cima. As fundações devem conter os quatro naipes e estarem ordenadas do ás ao rei. À medida que o jogo se vai desenrolando, as cartas devem combinar alternadamente de cor de modo a serem encaixadas umas nas outras (por exemplo seis de paus, cinco de ouros, quatro de espadas, três de copas e assim sucessivamente), até as fundações estarem completas.

Trata-se de um jogo único que pode ser jogado por todos, uma vez que é muito divertido e fácil de ser aprendido.

Votação: